Conflito de agência

As mudanças nas empresas continuam e atualmente com uma velocidade muito grande elas trocam seus executivos, pois a expectativa de resultados no curto prazo é alta.

 

É necessário refletir um pouco sobre estas trocas de executivos, quanto às informações obtidas, referentes às estratégias da empresa por conta das ações futuras por mudança do controle, abertura de capital, alianças e, principalmente, sobre os negócios e produtos.

Os proprietários da empresa não podem negligenciar o fato que o profissional contratado para auxiliar na expansão dos negócios participa ativamente deste desenvolvimento com conhecimento do todo ou de boa parte dos negócios, produtos e estratégias.

Assim, ter sabedoria na contratação dos executivos profissionais deve ser prioridade. Esta sabedoria passa por reconhecer que em alguns casos, os proprietários necessitam contratar um especialista que o auxiliará na identificação do perfil do profissional que melhor se adapta às necessidades dos sócios, bem como entender os objetivos da empresa para a busca do profissional que melhor se adapte a este novo momento corporativo.

Vale lembrar, que este executivo profissional terá como principal missão dar continuidade e perpetuidade aos negócios, impulsionar seu crescimento, e oferecer aos sócios fundadores ou herdeiros a maximização da riqueza.

O sócio proprietário deve ter esta preocupação, pois os executivos contratados têm seus interesses pessoais e buscam, cada vez de forma mais acirrada, por maximizar os interesses e resultados pessoais.

A busca por resultados e interesses pessoais pode ser um dos principais fatores de tomada de decisão e posição contrária aos interesses das empresas e dos sócios proprietários.

Há, hoje, grandes demandas judiciais por conta destes conflitos de interesses, em alguns casos os sócios proprietários acusam os executivos contratados de fraudes, o Banco Panamericano é o caso mais atual.

Quatro pontos importantes devem ser observados, tais como: autobeneficiamento, gestão de resultados focada no curto prazo, diretrizes impactantes sem consenso e manipulação de resultados. Estes são pontos que podem trazer sérios problemas para os negócios interferindo na continuidade da empresa.

Investir em controles e transparência nos negócios da empresa é fundamental para que os sócios tenham tranquilidade de pensar em novas estratégias e negócios.

Os conflitos entre os sócios proprietários e os executivos contratados podem ocorrer por discordâncias no plano estratégico. Os executivos podem preferir estratégias mais defensivas e que os protejam de demissões por resultados menores ou ruins, não optando por estratégias de riscos mais altos, que bem gerenciadas, poderiam resultar em maiores retornos para os sócios fundadores.

O contrário também é verdadeiro, quando os executivos adotam posições empresariais muito mais agressivas e expostas aos riscos e os sócios proprietários têm um perfil mais conservador.

Estratégias corporativas que atendam mais aos interesses dos executivos contratados, podem ser realizados em detrimento aos interesses dos proprietários, afetando os resultados da empresa.

A manipulação de resultados contábeis, com o objetivo de aumentar a distribuição de bônus aos gestores ou esconder resultados negativos, são fatores importantes para os conflitos de agência.

Em decorrência há pressão para adoção de práticas melhores de gestão, e com isto, a transparência passa a ser exigida por todos como condição necessária para atingir, com segurança, o objetivo de maximizar os resultados e garantir a continuidade e expansão dos negócios.

 

Marco César de Oliveira: Economista, MBA Gestão Empresarial FIA/USP, Sócio da VALORVEST Gestão Empresarial, é professor e membro do Grupo de Estudos de Comércio Exterior do Unifieo – GECEU e-mail info@valorvest.com.br.

Posted in Uncategorized.